.

.

AOR, Hard Rock, Melodic rock

segunda-feira, 7 de março de 2016

     
          OpEn YoUr EaRs

A seção “OPEN YOUR EARS” leva aos leitores da página BRAZIL ROCK MELODY música de estilos diversificados, subestilos do rock, música instrumental, de bandas independentes ou mainstream.



Entrevista

Olá! É um prazer tê-los na página. Poderiam, por favor, dizer brevemente como e quando a banda se formou? 
[Hayram] – Foi em agosto do ano passado. Eu estava querendo gravar duas músicas que eu tinha feito meses antes, mas não tinha encontrado as pessoas certas para entrar no processo de finalização das faixas. Então convidei alguns amigos pra me ajudar no processo. Gravamos não duas, mas quatro faixas. A química foi tão boa que conseguimos compor mais duas faixas e resolvemos formar a banda.


Que tipo de música vocês pretendiam fazer no início? O conceito mudou? 
A gente buscava fazer algo soasse bem para nós mesmos, mesmo sem saber exatamente o que sairia. As quatro primeiras faixas que acabamos foram as lançadas no nosso EP de estreia. Atualmente, temos oito músicas. Seguimos neste mesmo rumo, mesmo que as músicas tenham mudado um pouco, dá pra notar que já há uma identidade da banda.

Quais são as influências mais perceptíveis no som da banda? 
[Hayram] - Isso é difícil citar, já que temos influências bem diferentes. O Maurício, por exemplo, gosta de bandas mais pesadas. O Mittmann curte muito rock dos anos 60/70. O Robson gosta bastante de rock nacional. Eu curto bastante rock pós 2000. Acho que essa mescla faz muito bem pra banda.



Qual você considera o momento mais importante da história da banda até agora? 
[Robson] - O nosso show mais recente foi um momento bem bacana. Tocamos para um público onde nenhuma pessoa conhecia nossa banda e a recepção foi muito positiva. E na semana passado a banda foi citada no site “Tenho Mais Discos Que Amigos”. Foi ótimo pra banda ganhar mais visibilidade. Valorizamos bastante isso.

As apresentações ao vivo são muito importantes hoje por causa do declínio das vendas de cds. Como a banda encara os shows? Vocês procuram se diferenciar de alguma forma? 
[Maurício] - Encaramos os shows como a oportunidade de mostrar quem realmente somos. Como as gravações estão cada vez mais bem feitas, o show é onde rola o grande diferencial de cada banda. Buscamos mostrar que estamos trabalhando sério e tentamos trazer para o público algo intenso, tocando com vontade e sinceridade.

Ainda sobre as apresentações ao vivo... Em que lugares vocês tem se apresentado? Algum show que gostariam de destacar? 
[Bruno] – Tivemos poucos shows por enquanto. Mas quando tocamos em Caçapava do Sul recentemente, num evento em que abrimos para a banda The Jalmas, o pessoal estava muito animado, foi incrível. 


Podem, por favor, falar sobre o momento atual da banda e o que têm planejado para 2016?
[Bruno] – Agora estamos trabalhando em novas composições, que por sinal são muitas. Apesar de não podermos ensaiar com a freqüência que queríamos, estamos aproveitando bem o nosso tempo e o recurso da internet. Trocamos muitas idéias e gravações pelas redes sociais e e-mail, o que ajuda a otimizar o tempo de  ensaio no estúdio, porque daí é só chegar e tocar o que planejamos. E para 2016 planejamos manter esse ritmo de produção e continuar procurando lugares para fazer shows.

Muito obrigado e deixem sua mensagem!
Aproveitamos para agradecer o reconhecimento do nosso trabalho, desde o pessoal que nos acompanha até as páginas que valorizam a música brasileira.

Acompanhe a banda no facebook Clique aqui


Um comentário: